Põe-te a milhas

1.º Domingo Quaresma (Ano B)
Mc 1, 12-15

P. Paulo Araújo | Paróquia de Arroios

Desafio-te:

Quando sentires a tentação em ti... Põe-te a milhas!
Quando sentires a tentação em ti... Pede ajuda a Jesus para resistir! Reza!

Descarrega: PDF | Video

Partilha:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Naquele tempo, o Espírito Santo impeliu Jesus para o deserto. Jesus esteve no deserto quarenta dias e era tentado por Satanás. Vivia com os animais selvagens, e os Anjos serviam-n'O. Depois de João ter sido preso, Jesus partiu para a Galileia e começou a pregar o Evangelho, dizendo: «Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Arrependei-vos e acreditai no Evangelho».
Palavra da salvação.

(Mc 1, 12-15)

Olá! Há três dias celebrámos Quarta-feira de Cinzas e este é o primeiro domingo da Quaresma. A palavra de Deus neste Evangelho que escutaste nos diz que Jesus foi conduzido ao deserto e que foi tentado. Tenho a certeza que também já experimentaste tu a tentação na tua vida.

Mas às vezes nós podemos perguntar: “Mas o que é a tentação? Como resistir à tentação? De onde é que vêm as tentações?”. Pois bem, queria dar-te algumas pistas. A tentação, sabes, é uma prova na nossa vida. Não que Deus tente. Deus não faz isso. Deus não tenta. Mas Deus permite que nós sejamos tentados, às vezes, na nossa existência, apenas com um propósito: crescermos na fidelidade... Crescermos no amor… Numa palavra... Crescermos numa vida virtuosa.

Quais é que são as tentações? De onde é que elas vêm? Podem vir de três circunstâncias, três lugares, por assim dizer. A primeira, da nossa natureza. Diríamos que vem da carne, isto é, a nossa natureza ferida, que procura apenas o prazer, desordenado, que não procura o bem da pessoa. Então essa tentação nos leva a essa busca desordenada do prazer. Esse é primeiro lugar.

O segundo, vem do mundo. E sabes, tu às vezes te perguntas: “Porque é que não posso? Qual é que é o problema?”. Em relação a esta tentação que vem do mundo, sabes esta mentalidade de “toda a gente faz”, “toda a gente vive”, “toda a gente toma”, “toda a gente curte”, “toda a gente….” e este “toda a gente” é esta mentalidade do mundo que te aparta de Deus, que te afasta de Deus.

A terceira é mesmo o tentador, o demónio, Satanás, como fala o Evangelho. O Papa lembrava em Novembro: “O demónio existe, não é um mito, é uma realidade e nós temos que lutar contra ele”. Como é que lutamos contra ele?

Lanço-te dois desafios. O primeiro desafio é de estares atento a estes movimentos interiores que tu sentes e perceber que a primeira coisa a fazer diante da tentação é fugir dela. Não fiques a dialogar, foge! Põe-te a milhas! E refugia-te perto de Jesus. Fala com Ele. Ora. Reza. E diz a Jesus: “Eu quero viver unido a Ti. Eu quero resistir a esta tentação.”. E garanto-te uma coisa: se nestes momentos de dificuldade, em que tu sentes a tentação no teu coração, na tua mente, tu fugires imediatamente, não ficares a dialogar e a falar, mas te pirares daí, procurares outro lugar e te fores esconder junto de Jesus, garanto-te uma coisa, tu vais conseguir resistir à tentação.

Passarás com Jesus por dificuldades, mas com Ele, porque Ele é vencedor, tu vencerás.

Boa Quaresma. Boa caminhada.

P. Paulo Araújo

Newsletter

Subscreve já a nossa newsletter e recebe em primeira mão cada novo episódio.