O Espírito Santo faz o que pode!

Domingo de Pentecostes (Ano B)
Jo 20, 19-23

P. Paulo Araújo | Paróquia de Arroios

Desafio-te:

Abre o teu coração, para que Deus produza em ti aquilo que ele mais deseja... O amor e alegria, a paz, a paciência, a benignidade e a mansidão, a temperança e a fidelidade.

Descarrega: PDF | Video

Partilha:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Na tarde daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas da casa onde os discípulos se encontravam, com medo dos judeus, veio Jesus, apresentou-Se no meio deles e disse-lhes: «A paz esteja convosco». Dito isto, mostrou-lhes as mãos e o lado. Os discípulos ficaram cheios de alegria ao verem o Senhor. Jesus disse-lhes de novo: «A paz esteja convosco. Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós». Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: «Recebei o Espírito Santo: àqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; e àqueles a quem os retiverdes ser-lhes-ão retidos».
Palavra da salvação.

(Jo 20, 19-23)

Olá! Chegou ao fim o tempo pascal. Estamos a celebrar domingo de Pentecostes, a descida do Espírito Santo. O Evangelho de S. João coloca o Pentecostes como acontecimento do dia da ressurreição. É no próprio dia da ressurreição de Jesus que Jesus sopra sobre os discípulos, ali reunidos, e diz: “Recebei o Espírito Santo.”. Nós podemos perguntar-nos, mas receber o Espírito Santo para quê? O que é que faz o Espírito Santo? O que é que faz o Espírito Santo na tua vida?

Sabes, foi esta a pergunta que um bispo um dia colocou a um grupo de jovens reunidos em preparação para o Crisma. O bispo encontrou-os e perguntou-lhes: “Então, amigos o que é que vocês vão receber?”. E todos disseram: “O sacramento da Confirmação, o Crisma.”. E o bispo perguntou-lhes: “Muito bem, rapazes! Muito bem! Muito bem! Então digam-me lá, no sacramento da Confirmação, no Crisma, vocês recebem o quê? O dom de Deus, que dom?”. E todos disseram: “O Espírito Santo.”. E o bispo, entusiasmado, perguntou-lhes: “Muito bem! Muito bem! Então olha, e agora digam-me, e o que é que faz o Espírito Santo na vossa vida?”. Ficou à espera de resposta. Ninguém disse nada. O bispo insiste: “Então, ó meninos, ó raparigas, vão receber o Espírito Santo e não sabem o que é que o Espírito Santo faz na vossa vida?”. E nessa altura, uns começam a olhar para baixo, outros para o teto, e o bispo querendo uma resposta e querendo provocá-los diz: “Mas vá, digam lá, o que é que faz o Espírito Santo na vossa vida?”. E tenho a certeza que todos vocês conhecem o engraçadinho da turma, do grupo. Levanta a mão, com um ar maroto, e diz: “Ó senhor bispo, o Espírito Santo faz o que pode...”. E, sabem, de facto é assim. Na tua vida o Espírito Santo fará o que pode, o que puder, o que tu deixares!

Podeis perguntar-me o que é que Ele gostava de fazer? Ah! Isso é outra coisa! E dir-te-ei que aquilo que o Espírito Santo gostaria mais de fazer na tua vida, é aquilo que tu mais desejas. Pensa numa série de coisas que tu mais desejas. Mais, mais, mais, mais, mais, mais, mais… Desejas o quê? Tenho a certeza que estás a pensar ser feliz. Muito bem. Ser feliz como? Para ser feliz o que é que tu precisas?

Eu vou-te dizer quais é que são os frutos do Espírito Santo, aquilo que o Espírito Santo produz na nossa vida e no nosso coração quando está em nós: o amor e a alegria, a paz e a paciência, a bondade e a benignidade - a capacidade de fazer o bem -, a mansidão, a temperança e a fidelidade. Não é isso que tu mais desejas? O amor e a alegria, a paz e a paciência, a bondade? Não é esse o teu maior desejo?

É isto que o Espírito Santo quer fazer em ti. Queres recebê-lo? Jesus diz o que tens de fazer, basta pedir-Lhe, basta abrires o coração. Se o abrires, se o pedires, tenho a certeza que o receberás e então serás feliz. E Deus poderá produzir em ti aquilo que Ele mais deseja: este dom estupendo, desta transformação de vida, o amor e alegria, a paz e a paciência, a bondade, a benignidade, a mansidão, a temperança e a fidelidade.

Bom domingo. Que o Espírito Santo inunde o teu coração. Ámen.

P. Paulo Araújo

Newsletter

Subscreve já a nossa newsletter e recebe em primeira mão cada novo episódio.