Missão: Curar

5.º Domingo Tempo Comum (Ano B)
Mc 1, 29-39

P. Abel Ferreira | Paróquia de Monte Abraão

Desafio-te:

Procura um amigo que se encontre em dificuldades, e ajuda-o!

Descarrega: PDF | Video

Partilha:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Naquele tempo, Jesus saiu da sinagoga e foi, com Tiago e João, a casa de Simão e André. A sogra de Simão estava de cama com febre e logo Lhe falaram dela. Jesus aproximou-Se, tomou-a pela mão e levantou-a. A febre deixou-a e ela começou a servi-los. Ao cair da tarde, já depois do sol-posto, trouxeram-Lhe todos os doentes e possessos e a cidade inteira ficou reunida diante da porta. Jesus curou muitas pessoas, que eram atormentadas por várias doenças, e expulsou muitos demónios. Mas não deixava que os demónios falassem, porque sabiam qual Ele era. De manhã, muito cedo, levantou-Se e saiu. Retirou-Se para um sítio ermo e aí começou a orar. Simão e os companheiros foram à procura d'Ele e, quando O encontraram, disseram-Lhe: «Todos Te procuram». Ele respondeu-lhes: «Vamos a outros lugares, às povoações vizinhas, a fim de pregar aí também, porque foi para isso que Eu vim». E foi por toda a Galileia, pregando nas sinagogas e expulsando os demónios.
Palavra da salvação.

(Mc 1, 29-39)

Neste domingo encontramos Jesus a fazer o seu segundo milagre. A semana passada curava um endemoninhado que estava numa sinagoga. Esta semana sai da sinagoga e vai para uma casa, de Simão. E encontra lá uma mulher, a sua sogra, que se encontrava doente. Não sabemos muitas coisas. Sabemos apenas que ela estava com febre. Perante esta situação... Repara que S. Marcos é muito curto a descrever esta cena e, portanto, é importante estarmos atentos a todas as suas palavras… O que é que Jesus faz? Chega, recebe a notícia e não se afasta. Acolhe. Num segundo momento, Jesus vai ter com aquela mulher e pega-lhe pela mão e levanta-a. No terceiro momento, o que é que acontece? Esta mulher, depois de ter sido curada por Jesus, põe-se a servir aqueles que estavam ali em casa: Jesus, os discípulos, provavelmente, mais alguém que ali vivia em casa.

Vamos olhar agora com pormenor cada um destes gestos, mais detalhadamente. Primeiro, quando Jesus recebe a notícia… O que é que Ele faz? Não tem medo. Não pensa: “E que doença será esta? E agora, como é que eu vou fazer isto? Isto não traz manual de instruções… Como é que me vou desenvencilhar desta situação?”. Não! Jesus acolhe a notícia e aproxima-se. Há até um gesto… Imagina-te na casa, a olhar para aquela situação… E Jesus vai ter com aquela mulher. Senta-se ao pé da cama, pergunta-lhe, eventualmente, como é que ela está, o que é que ela sente. E, depois dessa conversa, Jesus pega-lhe pela mão e levanta-a. Mais ou menos como alguém que está, enfim, numa situação difícil e precisa de ser salva e é puxada para cima.

E o que é que acontece a seguir? A mulher começa a servir. Qual é a conclusão que nós podemos tirar aqui hoje? Provavelmente, se calhar tens um amigo teu ou alguém que tu conheces que se encontra nesta situação, numa dificuldade. Perante isto, o que é que tu fazes? Ficas a pensar: “Ah! Tenho que lá ir...”, “Devia de ir ajudar porque ele é meu amigo...” ou “Sim! Eu vou ajudar!”, mas depois não sais do teu sofá, não sais da tua cadeira... Ou então, por outro lado, “Sim, olha, este amigo está a precisar de mim. Deixa-me pôr a caminho.”. Como é que eu vou fazer isto? Vou ter com ele. Vou falar com ele. Vou levar-lhe uma palavra. Dar-lhe alguma esperança numa situação difícil que ele precisa.

Portanto, esta semana fica aqui o desafio: vai ter com alguém que precisa da tua ajuda e faz aquilo que Jesus fez.

Boa semana!

P. Abel Ferreira

Newsletter

Subscreve já a nossa newsletter e recebe em primeira mão cada novo episódio.