Megafone

2.º Domingo Advento (Ano C)
Lc 3, 1-6

P. Luís Pardal | Paróquia de Manteigas

Desafio-te:

Liberta-te dos teus pecados. Prepara-te para receber Jesus. Sê tu o megafone. Mostra a alegria de encontrar Jesus Cristo.

Descarrega: PDF | Video

Partilha:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

No décimo quinto ano do reinado do imperador Tibério, quando Pôncio Pilatos era governador da Judeia, Herodes tetrarca da Galileia, seu irmão Filipe tetrarca da região da Itureia e Traconítide e Lisânias tetrarca de Abilene, no pontificado de Anás e Caifás, foi dirigida a palavra de Deus a João, filho de Zacarias, no deserto. E ele percorreu toda a zona do rio Jordão, pregando um baptismo de penitência para a remissão dos pecados, como está escrito no livro dos oráculos do profeta Isaías: «Uma voz clama no deserto: 'Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Sejam alteados todos os vales e abatidos os montes e as colinas; endireitem-se os caminhos tortuosos e aplanem-se as veredas escarpadas; e toda a criatura verá a salvação de Deus'».
Palavra da Salvação

(Lc 3, 1-6)

O Evangelho deste domingo situa-nos num contexto muito concreto, o 15.º ano do reinado de Tibério que acontece em Jerusalém, num lugar muito concreto onde João é enviado a pregar, no rio Jordão, e com uma certeza muito, muito fixa, aquela que o Livro de Isaías dizia: ”a voz que clama no deserto”. João é, por isso, o megafone de Deus. João deixa-se servir por Deus para trazer até nós a grande mensagem: Ele está a chegar.

Este Jesus que nós queremos ver, daqui por poucos dias, novamente no presépio é aquele de quem João anuncia que é preciso preparar um caminho para Ele poder chegar. Obviamente, as pedras, as curvas tortuosas, tudo aquilo que impede Jesus de chegar até nós é aquilo que nós próprios temos para aplanar. João pede que os caminhos sejam aplanados, que os corações sejam convertidos e que cada um deixe que Jesus entre. A linguagem da Bíblia, obviamente, faz-nos entender que todos estes obstáculos que se colocam, no caminho para que Jesus possa chegar até nós, são o nosso pecado: o tal orgulho que nos dá tanto jeito para nos afirmarmos autossuficientes, o tal prazer que cria um muro no qual nós somos reis e senhores. Tantos e tantos prazeres, tantos e tantos pecados que impedem Jesus de chegar até ti e até mim. E, por isso, neste domingo o Evangelho convida-nos a uma dupla missão.

A primeira é que sejamos nós capazes de endireitar os caminhos que fazem Jesus chegar à nossa vida: tirar as pedras deste caminho, cortar todas as curvas, limpar essas ervas daninhas que às vezes picam os pés e deixar Jesus chegar para nós O podermos saborear, não só no mistério do presépio, mas ao longo de toda a vida.

O segundo desafio é que sejas tu o megafone. Faz chegar essa mensagem aos outros. Faz chegar esta alegria de quem se encontra com Jesus Cristo e não o pode guardar apenas para si. Foi isso que João fez. É isso que Jesus espera de ti.

P. Luís Pardal

Newsletter

Subscreve já a nossa newsletter e recebe em primeira mão cada novo episódio.