Larga as tuas tralhas!

2.º Domingo Advento (Ano B)
Mc 1, 1-8

P. Abel Ferreira | Paróquia de Monte Abraão

Desafio-te:

Liberta os teus pesos... E descarrega-os junto do teu sacerdote!

Descarrega: PDF | Video

Partilha:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos

Está escrito no profeta Isaías: «Vou enviar à tua frente o meu mensageiro, que preparará o teu caminho. Uma voz clama no deserto: 'Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas'». Apareceu João Baptista no deserto, a proclamar um baptismo de penitência para remissão dos pecados. E, na sua pregação, dizia: «Vai chegar depois de mim quem é mais forte do que eu, diante do qual eu não sou digno de me inclinar para desatar as correias das suas sandálias. Eu baptizo-vos na água, mas Ele baptizar-vos-á no Espírito Santo».
Palavra da salvação.

(Mc 1, 1-8)

O segundo domingo do Advento é dominado por uma figura central: João Batista. O que é que tu sabes sobre João Batista? Batista… Batismo… Batizou Jesus... Sim, mas antes de ter batizado Jesus fez outra coisa muito mais importante: preparou a vinda de Jesus. Quem era este homem? Era primo de Jesus. São contemporâneos. Têm cerca de 3 meses de idade de diferença, mas João tem uma função importantíssima. Ele veio à frente… Preparar.

Imagina isto: tu vais a um concerto. Não entras logo, imediatamente, a ouvir o artista principal. Encontras lá, pelo meio, alguém, um outro grupo, até menos conhecido, mas que te prepara a ti e aos teus amigos que estão no concerto para escutar o artista principal, aquele artista favorito que tu vieste realmente para escutar. Esse é Jesus. Aquele que prepara é João Batista.

Mas João tem também uma outra finalidade. Ele vive num sítio um pouco inóspito: o deserto. O que é que tu hoje, se vais para o deserto, o que é que tu levas? Uma mochila pesada? Não, se calhar não. Olha eu posso contar-te que uma vez fui fazer uma peregrinação a Santiago de Compostela e levava uma mochila de 18 kg. O que é que me aconteceu? Bom, metade das coisas não precisei. Cheguei à conclusão, ao chegar ao meu destino, que metade daquelas coisas não me fizeram falta nenhuma. Percebi uma coisa. Há coisas que nós temos que deixar pelo caminho.

E hoje, se calhar não vais fazer uma peregrinação, mas estamos a caminho do Advento. O que é que tu tens hoje e sentes até, na tua vida, que não está bem, que é tralha e que precisas de deixar pelo caminho, que não te faz falta para a tua caminhada? E quando nós vamos a caminhar, se levamos muito peso, vamos mais devagar, cansamo-nos mais. Imagina-te a caminhar no deserto. Se levas muitas coisas, a caminhada já é difícil por si, porque a temperatura é elevada, não há muitas sombras, não há muitos pontos onde tu possas descansar, portanto quanto mais leves fores melhor, mais rapidamente chegas ao teu destino. João, que estava o deserto, vivia assim desta forma. Não aponta para si. Aponta para quê? Para aquele que é o ator principal. Aquele que é, realmente, a sua missão, anunciar Jesus.

Hoje, tal como João apontava para Jesus, tu estás disposto a deixar-te encontrar por este Jesus, a fazer este caminho? É porque, neste caminho, tu podes encontrar respostas às tuas perguntas. Estás disposto a que Deus te ajude a responder a estas perguntas? Toma atenção. Faz este caminho. O que é que tu hoje queres deixar, pelo caminho, para tornar mais leve a tua caminhada, para seguires em frente? Escuta o que João te diz. Aceita o teu desafio. Aceita aquilo que João te quer conduzir, aonde ele te quer levar: a Jesus Cristo. Estás disposto a isto?

P. Abel Ferreira

Newsletter

Subscreve já a nossa newsletter e recebe em primeira mão cada novo episódio.