Beatice ou Santidade?

Todos os Santos (Ano B)
Mt 5, 1-12a

P. Abel Ferreira | Paróquia de Monte Abraão

Desafio-te:

Procura conhecer a vida do Santo do dia do teu nascimento!

Descarrega: PDF | Video

Partilha:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus

Naquele tempo, ao ver as multidões, Jesus subiu ao monte e sentou-Se. Rodearam-n'O os discípulos e Ele começou a ensiná-los, dizendo: «Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o reino dos Céus. Bem-aventurados os humildes, porque possuirão a terra. Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia. Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus. Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus. Bem-aventurados os que sofrem perseguição por amor da justiça, porque deles é o reino dos Céus. Bem-aventurados sereis, quando, por minha causa, vos insultarem, vos perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós. Alegrai-vos e exultai, porque é grande nos Céus a vossa recompensa».
Palavra da salvação.

(Mt 5, 1-12a)

Hoje é dia de Todos os Santos. Habitualmente nós estaríamos a celebrar o domingo. Mas a Igreja, ao longo do ano, consagra este dia, 1 de novembro, à celebração de todos os santos. Porque é que tu achas que será este dia? É para que… Lembramo-nos de uns e depois não nos lembramos dos outros? Claro que não! Porque senão alguns poderiam ficar chateados. Evidentemente, não se trata nada disso. Trata-se então de quê? De recordarmos todas aquelas pessoas… Sim! Pessoas com carne e osso, que viveram a santidade.

E o que é que é a santidade? É assim, mais ou menos, seres uma espécie de super-herói, alguém que faz coisas fora do normal, assim que quase, quase, quase ninguém é capaz de fazer? Não se trata nada disso. Então o que é a santidade? É aquilo a que cada um de nós é chamado a fazer, a viver. Repara nisto: esta festa, este dia de hoje, nós celebramos, em primeiro lugar, uma coisa que é a festa da família, a família dos filhos de Deus. Repara que o Batismo fez de ti, fez de mim, filho de Deus. E um filho está chamado a quê? A repetir, a fazer aquilo que o seu pai faz, Deus nosso Senhor. Então, cada um de nós é chamado à santidade, é chamado a fazer o quê? A repetir, na nossa vida, aquilo que Deus faz ao amor, à caridade, à verdade, a todas essas coisas.

O Evangelho que hoje escutamos tem uma palavra que, habitualmente, tu, se calhar, não usas muito, não é? Tu não andas a chamar todos os dias: “olha um bem-aventurado!”. Mas o que é que quer dizer esta palavra? Feliz! Há um santo, São João Bosco, que usava uma expressão muito interessante, onde ele diz: “um santo triste é um triste santo”. Tu queres ser um triste santo? Ou queres ser um santo cheio de alegria que na tua escola com os teus amigos, em tua casa com a família transbordas desta alegria que é ser filho de Deus, saber que Deus te ama? Então, afinal de contas, o chamamento à santidade não é outra coisa do que viveres esta condição de filho de Deus, todos os dias. Eu sou chamado a isto, o Papa Francisco é chamado a isto, toda a gente baptizada é chamada a isto. Estás disposto a viver desta maneira com estas sete bem-aventuranças que o Evangelho de hoje te fala? Põe-nas em prática. Procura escolher duas e viver de forma mais intensa estas duas ao longo desta semana.

Boa semana!

P. Abel Ferreira

Newsletter

Subscreve já a nossa newsletter e recebe em primeira mão cada novo episódio.