4.º Domingo da Páscoa

4.º Domingo da Páscoa (Ano A)
Jo 10, 1-10

P. Miguel Ribeiro | Missionários Espiritanos

Desafio-te:

  1. Desafio-te a reflectir na tua relação com Jesus Cristo. Sabes como Jesus te chama? Reconheces Jesus no meio do barulho da cidade? Reconheces a voz d'Ele no meio de tantas vozes? Como é a tua oração e o teu diálogo com Ele?
  2. Desafio-te a pensar no que conheces do Bom Pastor. Quem é este Pastor? Como é Aquele que dá a felicidade ao meu amigo/amiga? Porque é que se quer estar tantas vezes com Ele?

Descarrega: Sem PDF | Sem video

Partilha:

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo, disse Jesus: «Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que não entra no aprisco das ovelhas pela porta, mas entra por outro lado, é ladrão e salteador. Mas aquele que entra pela porta é o pastor das ovelhas. O porteiro abre-lhe a porta e as ovelhas conhecem a sua voz. Ele chama cada uma delas pelo seu nome e leva-as para fora. Depois de ter feito sair todas as que lhe pertencem, caminha à sua frente; e as ovelhas seguem-no, porque conhecem a sua voz. Se for um estranho, não o seguem, mas fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos». Jesus apresentou-lhes esta comparação, mas eles não compreenderam o que queria dizer. Jesus continuou: «Em verdade, em verdade vos digo: Eu sou a porta das ovelhas. Aqueles que vieram antes de Mim são ladrões e salteadores, mas as ovelhas não os escutaram. Eu sou a porta. Quem entrar por Mim será salvo: é como a ovelha que entra e sai do aprisco e encontra pastagem. O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir. Eu vim para que as minhas ovelhas tenham vida e a tenham em abundância».
Palavra da salvação.

(Jo 10, 1-10)

Estamos no 4º Domingo de Páscoa: o Domingo do Bom Pastor. Bom, só este título abre-nos logo assim um sorriso, não é? Saber que temos um Bom Pastor. Não sei se como eu, tu cresceste assim no meio de cidade, e talvez não estejas habituado a conviver com um pastor.

Eu recordo-me quando falo do Bom Pastor, recordo sempre uma história de um colega meu que é angolano e antes de ser Padre era pastor de gado, gado bovino. Tinha assim umas centenas de bois que lá na terra dele há muitos bois. Ele ia assim aos lagos para, como bom pastor, dar água e bom alimento ao seu gado. E lá quando ele chegava, pois os bois iam tranquilamente tratar de si e ele ficava ali umas horas à espera juntamente com outros pastores. Ele dizia: “Miguel, uma coisa é certa, os meus bois enquanto eu não me fosse embora eles também não iam”. Porque reconheciam quem era o pastor. Pois Jesus é o nosso Pastor. Nós, as suas ovelhas, não querendo chamar nomes a ninguém, o seu gado, faz de conta, que vamos atrás d'Ele. Atrás d'Ele para um melhor alimento.

Como é que nós sabemos para onde Jesus nos chama? Como é que é possível reconhecer, às vezes, no meio de tanto barulho, no meio da cidade onde nos deslocamos... Como é que é possível reconhecer uma voz no meio de tantas? Pois como o gado é preciso ser habituado a estar com o pastor, a conviver com ele. Como é a tua oração? Como é o teu diálogo com Jesus Cristo? Existe? Pois se isso de facto não existe, jamais podemos reconhecer a voz do Pastor. Ninguém pode reconhecer aquele que nunca conheceu.

Por outro lado, se conheces este Pastor, se falas com Ele, se dialogas com Ele diariamente, se te entretens a contar-Lhe a tua vida, há outros e outras que ainda não O conhecem, que nunca ouviram falar d'Ele. Pois porque não, tu, um membro deste rebanho, porque não dar-lhes a conhecer na tua vida, naquilo que fazes, a bondade que é, o sabor que é ir às pastagens a que Jesus te leva. Partilhar a tua vida, o bom que é seres membro, seres ovelha, seres gado deste rebanho que é de Jesus Cristo.

Uma coisa que é importante não esquecer: Jesus é o Pastor que caminha à frente da ovelha mais avançada, mas que não esquece a que está mais atrás. Como o meu colega pastor, Ele distingue, conhece cada uma das ovelhas cada um dos bois. Conhece a sua história, o que fizeram, aquilo que são as dificuldades, as suas alegrias, as tristezas, as esperanças. Pois conhece a história de cada um como se fosse único. Pois Jesus não esquece nenhuma das ovelhas. É capaz de estar à frente da primeira mas jamais esqueceria a que vai mais atrás. Não é como o ladrão que quer roubar, matar, destruir. Jesus é o Bom Pastor que te quer dar vida, uma vida em abundância, uma vida feliz.

Pois é preciso estar à escuta. É preciso querer fazer parte deste rebanho que é a Igreja. O rebanho do Senhor existe hoje na Igreja que se reúne à volta deste Pastor para comer os prados mais verdejantes que é a Eucaristia. É Jesus Cristo que se dá em cada Eucaristia. Experimenta saboreá-lo, experimenta ver como é bom estar com Ele, experimenta perceber como Ele te traz mais vida e vais experimentar também que à tua volta, a partir deste convívio com Ele, pois haverá também mais alegria. Para aqueles que ainda não o conhecem, pois haverá essa busca. Quem é esse Pastor? Quem é Aquele que é a razão da felicidade do meu amigo, da minha amiga? Quem é Aquele com quem ele/ela quer estar tantas vezes? Quem é Aquele que é o centro da sua vida, das suas decisões?

Eu gosto muito de fazer parte deste rebanho. Pois quero que estejas também aqui comigo e com tantos outros, reconhecendo a voz do Único, Belo e Bom Pastor que é Jesus.

P. Miguel Ribeiro

Newsletter

Subscreve já a nossa newsletter e recebe em primeira mão cada novo episódio.